sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Pessuti destaca atuação de médico em pesquisa de células-tronco no Paraná


Na Agência de Notícias do Paraná

O vice-governador Orlando Pessuti participou, na noite desta terça-feira (20), da solenidade de entrega do título de cidadão benemérito do Paraná ao médico Paulo Roberto Slud Brofman - reconhecido pelos serviços prestados à comunidade médica e científica do Estado. O ato lotou o plenário da Assembleia Legislativa.

“O doutor Paulo Brofman é uma personalidade paranaense, e este título vem coroar de êxito ainda mais sua carreira como cientista a serviço da medicina esportiva do nosso Estado”, declarou Pessuti. “Suas pesquisas com células-tronco estão na linha de frente de uma das áreas médicas que busca soluções para as doenças do coração, que afligem milhares de pessoas”, completou.

O título de cidadania benemérita, ou honorária, é concedido pelo poder legislativo aos cidadãos paranaenses que prestam relevantes serviços à sociedade. Segundo o presidente Nelson Justus, a Assembleia adotou um sistema bastante rígido na escolha dos personagens que irão receber a homenagem.

O deputado Alexandre Curi disse que o título é poucas vezes concedido, o que exalta o seu valor e eleva a honra de quem o recebe. Somente paranaenses podem recebê-lo. “O médico cirurgião cardiovascular e cientista Paulo Brofman o recebe depois de aprovação unânime do plenário”, destacou.

Panorama – Cirurgião cardiovascular e professor da Pontifícia Universidade Católica (PUC/PR), Brofmam é um dos responsáveis pelo Paraná passar a ser reconhecido como referência nas pesquisas sobre células-tronco. O Estado conta com uma Rede Paranaense de Terapia Celular, que transfere a tecnologia do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, setor de transplante de medula óssea, aos hospitais universitários de Maringá, Londrina e Cascavel.

Brofman disse que a homenagem não é um mérito individual, mas de toda a equipe que o acompanha no dia a dia. “Este título é o reconhecimento do trabalho de uma vida toda e, neste momento, quero dividi-lo com minha família, com aquelas pessoas que trabalham comigo e toda sociedade paranaense”, afirmou.

Formado em Medicina pela Universidade Federal do Paraná, em 1972, Brofman fez mestrado em Clínica Cirúrgica pela Universidade de São Paulo (1980) e doutorado em Clínica Cirúrgica pela Universidade de São Paulo (1986). Atualmente é professor titular da PUC/PR, cirurgião cardiovascular na Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Curitiba, e professor adjunto e aprovado em concurso de professor titular em 1995 da Universidade Federal do Paraná.

Ele também tem experiência em Cirurgia Cardiovascular e Terapias Celulares e já atuou nas áreas de revascularização do miocárdio, valvopatias, estimulação elétrica artificial, insuficiência cardíaca e terapia com células-tronco. Coordena desde 2002 o Núcleo de Cardiomioplastia Celular da PUC/PR e é o atual presidente da Associação Brasileira de Terapia Celular. Brofman já recebeu diversos títulos em reconhecimento pelo seu trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário